17.1 C
Três Lagoas
quinta-feira, 26 de maio, 2022

Grifes apostam em roupas ‘inteligentes’

Geral – 16/01/2012 – 17:01

Couro, pelo sintético e tecidos trabalhados com várias texturas foram alguns dos destaques do Senac Rio Fashion Business, realizado de 10 a 13 deste mês no Rio de Janeiro, mas muitas marcas prepararam algo a mais para conquistar lojistas: tecidos inteligentes e sustentáveis em coleções outono-inverno.

O evento reuniu cerca de 20 mil lojistas e 300 marcas, que montaram estandes similares a minilojas para atender aos lojistas e prepararam desfiles nos quatro dias.

As apostas foram as peças com aspecto amassado, as que controlam a temperatura para reduzir o suor e as compostas por fio e metal, que se moldam ao corpo.

A grife “verde” mineira Green Co., que elabora coleções com tecidos naturais, levou roupas feitas de algodão orgânico amaciado com manteiga de cupuaçu.

Essas peças deixaram de ser rústicas e passaram a ter estilo, explica Cassius Pereira, 30, dono da marca, que produz 10 mil unidades por mês. Com a abertura de unidades em São Paulo e no Rio de Janeiro, a meta do empreendedor é chegar a 40 mil.

Os preços, diz, estão mais acessíveis. Começam em R$ 39,90 e chegam para o consumidor final a R$ 89,90.

Já a Afghan investiu em um maior número de roupas da coleção com tecidos inteligentes, segundo a coordenadora de estilo, Suzi Sibanto.

Vestidos e saias levaram o Europet, material que dispensa o ferro de passar e é muito usado em artigos esportivos. Calças e jaquetas ganharam o Memory, que conta com fio de metal na fibra, o que ajuda a dar forma ao tecido.

COMPRAS

“Não encontrei muita novidade na modelagem das peças, e sim nos tecidos bem trabalhados”, destaca Sergiane Luquez, 32, dona da loja Papu, em Niterói (RJ).

A empresária Teresa Tinoco, 50, dona de loja que leva seu nome, em Natal (RN), estava entre os lojistas que buscavam roupas “diferentes”.

A empresária circulava pelos estandes em busca de alfaiataria, saias longas e camisas com modelagens ousadas, além de maxibijuterias, para já estar com os novos produtos em fevereiro.

Nas araras de sua loja, diz ela, estarão as principais tendências da estação: mostarda, verde, azul, vermelho e tecidos metalizados como prata, cobre e bronze.

NEGOCIAÇÃO

Segundo os organizadores, foram totalizados R$ 830 milhões em vendas, o que representa aumento de 9,2% nas transações em relação à edição do ano passado.

Fonte: Folha

Comentários do Facebook

MATÉRIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

MAIS LIDAS

error: Conteúdo Protegido