12/09/2017 08h55

Polícia Federal amanhece na Prefeitura de Três Lagoas

Os Crimes investigados acontecerem entre os anos de 2015 e 2016

 
Por: Ana Carolina Kozara
 
 

Publicidade

A Prefeitura Municipal de Três Lagoas amanheceu nesta terça-feira (12) com a Polícia Federal em sua porta. A Operação Cambota investiga esquemas criminosos de desvio de recursos públicos e foi deflagra em conjunto com a Controladoria Geral da União (CGU).

Neste momento, mais de 60 policiais federais fazem buscas na Prefeitura de Três Lagoas e mais cedo já estiveram em uma oficina mecânica da cidade.

As investigações são referentes ao desvio de dinheiro que aconteceu entre os anos de 2015 e 2016. Conforme foi apurado pela Polícia Federal, um grupo de servidores se associou com proprietários de oficinas mecânicas da cidade e superfaturaram serviços de manutenção na frota de veículos da prefeitura.

Além do direcionamento dos serviços, verificou-se que o grupo criminoso gerou prejuízos estimados em até R$ 800.000,00 (oitocentos mil reais) principalmente com sobrepreço nas peças e serviços prestados.

Houve casos em que foi constatado superfaturamento na ordem de até 486% (quatrocentos e oitenta e seis por cento) do valor das peças substituídas pelas oficinas mecânicas.

Em Três Lagoas até o momento foram cumpridos 4 mandados de prisão e 8 de condução coercitiva. Os investigados serão conduzidos para a Polícia Federal em Três Lagoas/MS, onde serão ouvidos e permanecerão à disposição da Justiça Estadual.

O NOME DA OPERAÇÃO

Cambota é o nome popular do Virabrequim, peça responsável pela movimentação do automóvel. Como a fraude consistia em direcionar e majorar serviços nos automóveis da frota, o nome faz alusão à atuação policial, no sentido de desarticular a organização criminosa impedindo sua movimentação.

Envie seu Comentário