Assista os vídeos
16/01/2018 15h48

Assassino de Halley comete suicídio em Castilho. Polícia acredita que Renato esteja morto desde domingo

 
Por: Ana Carolina Kozara
 
 

Renato Bastos Ottoni, foragido da justiça desde a tarde deste domingo (14) quando assassinou a sangue frio sua ex esposa Halley Coimbra Ribeiro Junqueira, na frente das filhas de 3 e 6 anos, foi encontrado morto dentro do carro utilizado para fugir da cena do crime.

O corpo foi localizado nas proximidades do Iate Clube de Castilho (SP) e a suspeita é que Ottoni tenha cometido suicídio no domingo, momentos depois que assassinou Halley.

 

LOCALIZAÇÃO DO CORPO

O corpo foi encontrado por uma criança, de 8 anos, e um jovem, de 18 anos, na tarde desta terça-feira (16). Conforme relato das testemunhas, que moram nas proximidades do Iate Clube, desde a manhã de ontem (15) passaram pelo local e viram o carro parado, os garotos contaram aos policiais que acharam que o carro estava atolado e por isso foram embora, porem na tarde de hoje quando passaram novamente pela região e viram o veiculo no mesmo lugar, decidiram se aproximar e viram o corpo em seu interior.

RETIRADA DO CORPO

No local, realizam o trabalho policiais civis de Castilho (SP), da Delegacia de Atendimento a Mulher (DAM) e da Delegacia Regional de Três Lagoas, através da delegada Leticia Móbis e do delegado Rogério Makert.
O carro estava travado por dentro e para ter acesso ao corpo, os policiais precisaram estourar o vidro do passageiro e o teto solar do veículo.

O corpo estava em avançado estado de decomposição e sobre a perna de Renato havia um revolver, que a policia acredita ter sido o mesmo utilizado por Renato para assassinar Halley.

DEPOIMENTO DA FAMÍLIA

Rafaela Coimbra acompanhou o trabalho da Polícia Civil e em entrevista para a Caçula FM disse que agora que Ottoni foi encontrado, a família pode viver o luto de Halley.