EDUCAÇÃO

Sinted publica nota criticando moldes do processo seletivo para contratação de professores da REME

O edital foi aberto na última terça-feira (11).

 
 

13/12/2018 08h23
Por: Laís Eger Penha

 
 

Na quarta-feira (12), o Sindicato dos Trabalhadores em Educação (Sinted) publicou uma nota de repúdio aos moldes em que acontecerá o processo seletivo para novos professores da Rede Municipal de Ensino (REME) de Três Lagoas (MS). O edital foi aberto na última terça-feira (11).

Além de questionar o motivo da seleção não ser feita através de concurso público, o sindicato ainda questionou a cobrança de taxa para concorrer a uma das vagas disponibilizadas pela Prefeitura, no valor de R$ 50,00.

Confira abaixo a moção de repúdio na íntegra.

"O Sindicato dos Trabalhadores em Educação (Sinted) de Três Lagoas (MS) e Selvíria (MS) vem a público REPUDIAR os moldes em que ocorrerá o processo seletivo simplificado para contratação de professores que atuarão nos Estabelecimentos de Ensino da Rede Municipal de Três Lagoas, conforme edital nº 001/2018 publicado no dia 11/12/2018, DO 2244, p.144 - 155.

Esclarecemos à população que o processo seletivo 2018/2019 organizado pela atual administração tem formato de concurso público de provas e títulos (prova escrita, taxa de inscrição, autenticação de títulos em cartório) o que faz com que os trabalhadores filiados ao nosso Sindicato questionem o porquê de não ocorrer o concurso, já que pelo número de profissionais contratados no ano de 2018 há vagas suficientes para se realizar de concurso público. Ainda vale observar que o valor de R$ 198.000,00 gastos pela administração justifique realização de processo de efetivação e não de contratação por tempo determinado.

Ressaltamos que essa atitude por parte de um prefeito que se autodenomina popular, causa estranheza à categoria, já que em todos os seus discursos afirma trabalhar em prol da população menos favorecida, surpreendeu a todos esses profissionais convocados por tempo determinado que estão em pleno processo de exoneração, porque seus contratos de trabalho estão sendo finalizados e estes ficarão desempregados e sem rendimentos em breve.

A situação econômica do País é grave, mas Três Lagoas está na contramão da crise (como já afirmou diversas vezes a mídia nacional), há de se REPUDIAR também a cobrança da taxa de inscrição de R$ 50,00 e os gastos com a autenticação em cartório de todos os documentos comprobatórios necessários para o candidato, que em alguns casos chega a ser de aproximadamente R$ 200,00. Lembramos nessa moção que estamos falando de pessoas que já estão nos índices de desempregados de nossa cidade, para quem um valor de 250,00 fará falta, principalmente em época de festas natalinas como a que estamos. Em uma cidade como Três Lagoas, polo industrial da celulose e de outras indústrias de menor porte, mas não de menor valor para o crescimento da região esse valor irrisório de taxa de inscrição não aumentará de maneira significativa a riqueza que temos em nossos cofres, pois a população é sabedora de que temos uma economia forte, conforme afirma a todo momento a equipe gestora de nossa Cidade.

Diante de tudo o que foi exposto, nosso Sindicato solicita que a população se solidarize com esses profissionais e cobrem medidas mais humanizadas por parte da Administração Pública Municipal de Três Lagoas para com esses trabalhadores."

Envie seu Comentário