18.6 C
Três Lagoas
quinta-feira, 26 de maio, 2022

Solenidade marca abertura de exposição sobre a cultura negra

Cultura – 07/05/2012 – 16:05

Diante de um plenário lotado, a abertura da exposição “Toque Afro” – que ocorrerá de 7 a 11 de maio, no Salão de Eventos da Câmara de Três Lagoas – foi marcada por apresentações musicais em vários ritmos de origem africana. A prefeita Márcia Moura e o vereador Idevaldo Claudino compuseram a mesa de autoridades da solenidade. O vereador Jorginho do Gás também esteve presente.

Também ocuparam lugar de destaque durante o ato, a diretora municipal de cultura Vickie Victure, o ex-prefeito e também homenageado José Lopes, o ex-vereador Rialino, além do organizador do evento, o ator e produtor cultual, Mateus Alves.

O ato solene também serviu para homenagear afrodescendentes com expressiva participação e engajamento na cidade. São eles: ex-prefeito José Lopes; a líder comunitária Daura do Nascimento; o diácono Jorge Silva; o violeiro e pedreiro Alcir Batista de Oliveira; o professor de educação física Milton José da Silva, o Tó; a professora Wilma Rodrigues de Souza; o atleta Messias Carneiro Dias; o músico Éderson Veloso da Silva; o professor de música Gercino Francisco; o policial federal, poeta e colunista René Venâncio; o ex-vereador Antônio Rialino; a professora e carnavalesca Inozemar; os jornalistas Ana Cristina Santos e Adilson Silva; e o professor de futebol Pedro Machado, o Pedrinho.

O volume na platéia se deu devido a participação de alunos da Apae, Crase e da escola estadual João Dantas Filgueiras, bem como, de familiares e amigos dos homenageados.

Aliás, coube aos alunos a parte cultural da solenidade, eles apresentaram diversas danças ao ritmo de tambores, kuduro e samba.

“O que vocês fazem para Três Lagoas é digno de se reconhecimento. Aproveito a oportunidade para pedir a senhora prefeita que sancione o projeto de minha autoria que cria o Conselho Municipal dos Direitos do Negro, assim será possível criar políticas públicas para benefício de todos”, enfatizou o vereador Idevaldo.

O organizador da exposição agradeceu o importante apoio que recebeu de parceiros como a prefeita Márcia Moura e o presidente da Câmara, Nuna Viana. Ele ainda relembrou as ações que fez para poder viabilizar uma exposição como a montada na sede da Câmara, além de destacar o trabalho e trajetória de vida de cada um dos homenageados. “Vocês não sabem a alegria que sinto no meu coração por este momento. A exposição é algo muito importante”, frisou Alves, que também informou que a mostra deverá ganhar as páginas da revista nacional do Senac.

De comida a expressões religiosas, todas as principais referências da cultura africana no Brasil estão presentes no espaço do Salão de Eventos. Trata-se de objetos do acervo pessoal do curador, que inclui, inclusive, equipamentos de uso no trabalho, no cotidiano e até de tortura de escravos.

Falando em nome dos homenageados, José Lopes, lembrou que o Brasil foi um dos últimos países a libertar os escravos, além de citar o escritor Rui Barbosa, mas o principal foco do discurso dele foi tecer uma crítica sobre o papel do negro na sociedade e incitar a todos os presentes a galgar melhores oportunidades. “As conquistas e os avanços que não fizemos, somos nós os culpados. Precisamos avançar para progredir, para libertar. As pessoas educadas, assistidas, têm melhores oportunidades na vida. Não é a cor que qualifica ou desqualifica uma pessoa e sim a ética, a cultura e o desenvolvimento. Somos responsáveis pelas conquistas que assim surgirem”, ressaltou Lopes.

Segundo o presidente da Câmara, vereador Nuna Viana, a exposição “Toque Afro” tem o objetivo de apresentar ao público três-lagoense um rápido panorama da presença do negro na cultura. “Temos que ressaltar e prestigiar a importância do negro na formação do Brasil. Esta exposição nos mostra objetos e situações que estão na nossa vida e, muitas vezes, não sabemos que foi uma influência dos negros. É um resgate histórico e um reconhecimento à relevância dos negros”, afirmou Nuna.

Como parte da programação da exposição, ainda nesta segunda-feira (7) acontece, a partir das 19h, uma palestra sobre a condição do afro-descendente brasileiro, com a professora-doutora Raimunda Luzia de Brito, coordenadora especial de Políticas para Promoção da Igualdade Racial da Assembleia Legislativa. A palestra é aberta ao público em geral, sobretudo estudantes.

A exposição também livre para visitações ocorrerá das 7h às 17h.

Fonte: Assecom Prefeitura / Divulgação

Comentários do Facebook

MATÉRIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

MAIS LIDAS

error: Conteúdo Protegido