28.3 C
Três Lagoas
segunda-feira, 6 de dezembro, 2021

“Querer é poder”, diz policial de MS que aos 50 anos venceu concurso nacional de beleza

A investigadora da Polícia Civil, Amanda Silva, se prepara agora para representar o país em 2022, em Arequipa, no Peru.

“Eu quero mostrar para as mulheres da minha idade, as ‘cinquentonas’ que nós podemos, nós somos, nós conseguimos. Querer é poder”. A declaração é da investigadora da Polícia Civil de Mato Grosso do Sul e vencedora do Concurso MISS Brasil Culture, Amanda Silva, de 50 anos. Com a vitória, ela representará o país na etapa internacional do concurso, em Arequipa, no Peru.

O poder a que Amanda se refere é o do amor próprio, esse sentimento que faz a mulher reconhecer seu valor e potencial, além de aceitar suas imperfeições. “Todas nós podemos e somos mulheres empoderadas. Isso possibilita que tenhamos acesso a todos os nossos direitos, sem distinção em relação aos homens”, diz.

Um destes direitos que Amanda exerce com orgulho é o de atuar como policial. Ela integra o quadro de servidores da Polícia Civil do Estado desde 2006 e atualmente está lotada na Acadepol, onde são formados os novos investigadores.

“A mulher não precisa ser nova ou magra para ser empoderada, mas precisa, sim, ter consciência de que é um ser único, especial, dotado de inteligência, capaz de fazer várias coisas ao mesmo tempo, capaz de gerar vida”. Ela, por exemplo, é mãe de dois adolescentes, de 12 e 14 anos, e um jovem de 19.

“Querer é poder”, diz policial de MS que aos 50 anos venceu concurso nacional de beleza
Coroamento como Miss Brasil Culture, Amanda Silva, de 50 anos — Foto: Miss Brasil Culture/Divulgação

Amanda conta que a consciência sobre o seu valor não chegou aos 50, parece ter nascido com ela e isso reflete na aparência. “Eu sempre me amei muito, sempre gostei muito de mim. Então nos piores momentos da minha vida eu dava a volta por cima, fechava o olho, pedia graça à Deus e no outro dia ressurgia bem. Com o coração triste, mas sorriso no rosto porque sei que isso contagia as pessoas”.

E esse é o tipo de influência que a policial gosta. A de mostrar para outras mulheres que beleza está mais relacionada ao amor próprio que a idade ou manequim. A policial e agora campeã do Miss Brasil Culture na categoria “Diva”, exclusiva para mulheres maiores de 45 anos, vai participar da etapa internacional do concurso no ano que vem.

Informações do site G1

Comentários do Facebook

MATÉRIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

MAIS LIDAS