28.3 C
Três Lagoas
segunda-feira, 6 de dezembro, 2021

MS Fashion Week aquece o mercado da moda, cultura e gera mais de 600 vagas de emprego

Capital sul-mato-grossense entra para o circuito nacional do evento com venda instantânea das roupas apresentadas nos desfiles, sustentabilidade e espaço dedicado exclusivamente para empresários fazerem negócios.

Fashion Week

O circuito de moda nacional, Fashion Week, já tem data marcada em Campo Grande. Entre os dias 17 e 19 de novembro, no Ondara Palace, o público da capital e região vai poder acompanhar as principais tendências da moda no Mato Grosso do Sul Fashion Week. Pela primeira vez em grande porte, o evento já movimenta entre 500 e 600 vagas diretas de emprego, além de aquecer o mercado fashion e cultural da região.

Com o tema central sendo “Talentos”, a proposta da edição, organizada pela gestora de eventos Rosângela Barros, é movimentar o comércio local, atrair novos negócios e “apresentar o talento que existe em Mato Grosso do Sul para o resto do país”, ela comenta. O evento, que já começa grande, com expectativa de receber até 4 mil pessoas por dia, traz atualidades como a venda imediata de roupas e acessórios logo após o desfile, preocupação com a sustentabilidade, e uma feira de negócios simultânea a tudo isso.

“See now, buy now” (“Veja agora, compre agora”)

Fashion Week
Organizadora do MS Fashion Week, Rosângela Barros — Foto: Rosângela Barros/Arquivo Pessoal

Sendo um dos grandes eventos locais após o início da vacinação contra a Covid-19, o Mato Grosso do Sul Fashion Week traz o Corredor da Moda com o “see now, buy now” (veja e compre, em tradução livre), espaço onde vai ser possível adquirir as peças apresentadas nos desfiles imediatamente após a saída da passarela.

“Não tínhamos nenhum evento, então ninguém vendia roupa, ninguém comprava sapato. A ideia é assim: ao mesmo tempo que você viu na passarela, terminou o desfile, a peça já estará em uma loja ou estande da marca”, explica a organizadora.

Além disso, Rosângela comenta que as peças do desfile e em exposição estarão com preços menores para os visitantes da feira.

“É uma oportunidade fantástica de você adquirir uma boa peça de marca, de qualidade, que estará no Fashion Week, com um preço mais acessível pois haverá promoções”, indica.

Sustentabilidade

Quando se fala em indústria da moda, sustentabilidade também é tema. Consumo desenfreado e emissão de gás carbônico são questões para quem é do setor. Segundo Rosângela, a proposta do evento para contribuir a sustentabilidade é a doação!

“Sustentabilidade, inclusão social e talento são o nosso tripé. Nosso evento é gratuito, mas, para entrar no salão de desfiles, bar, área gastronômica e ter acesso às lojas, é preciso fazer uma doação. São três opções: peça de roupa, que será lavada, customizada e doada; tecidos ou retalhos, que serão transformados em colchas e doados para creches e asilos; e bijuterias, que serão distribuídas para estilistas e costureiros locais que não têm tanto poder aquisitivo, assim como escolas de samba”, explica.

O evento terá coleta seletiva de lixo que, posteriormente, será destinado a reciclagem. “Essa é a nossa forma de trabalhar com sustentabilidade e dar um pouco da nossa contribuição para um mundo melhor”, diz a organizadora do evento.

Informações G1 MS

Comentários do Facebook

MATÉRIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

MAIS LIDAS