23.4 C
Três Lagoas
segunda-feira, 27 de junho, 2022

Militec conta como é o futuro da conectividade de transporte?

Em 2022, estamos vivendo em um mundo conectado. Comunicamos através de canais virtuais robustos, realizamos trabalhos remotamente e recebemos cuidados de saúde à distância, tudo devido aos avanços da tecnologia e à transição para a Internet de Tudo. Essa conexão inteligente entre dados, processos e pessoas está no centro de nossa mobilidade e está fadada a moldar o futuro do transporte. A conectividade pode melhorar a experiência do cliente, otimizar o transporte e criar novas oportunidades de crescimento econômico.

Hoje, exploramos as tendências e inovações que revolucionarão o futuro da conectividade de transporte e proporcionarão uma experiência porta a porta perfeito

Óleo Militec-1 estraga motor? A verdade bombástica que chocou o Brasil!

Veículos conectados

Veículos conectados não são uma nova inovação tecnológica. De 2017 a 2022, o estoque estimado de carros conectados apenas no Reino Unido deve aumentar de 4,86 milhões para 16,65 milhões, o que é um aumento de 242%.

O que caracteriza veículos conectados é sua conexão com uma rede externa, como um telefone, Bluetooth, GPS ou um SIM interno, e, mais comumente, a internet — geralmente através de um cartão SIM interno. Isso permite que os proprietários estejam conectados com seu carro o tempo todo e se comuniquem com ele quando não estão nele, geralmente através de um aplicativo em seu smartphone. Isso permite uma série de funções, como conectar-se ao rádio do carro, usar assistentes no carro, como o Amazon Alexa, receber atualizações de tráfego e até mesmo ligar o carro remotamente

A tecnologia conectada está rapidamente se tornando padrão em novos veículos hoje

Mas com os avanços tecnológicos, o futuro dos veículos conectados parece mais brilhante do que nunca. Com uma conexão habilitada para 5G, os veículos se tornarão um hub integrado e totalmente conectado. A tecnologia conectada veículo-a-veículo (V2V) também permite a comunicação entre os veículos, para que eles possam compartilhar informações vitais de viagem, como condições da estrada, tráfego e limites de velocidade.

Os veículos conectados ao 5G oferecem uma série de benefícios, incluindo uma maior experiência do consumidor, melhor segurança nas estradas, economia maximizada de combustível e redução das emissões. A tecnologia de veículos conectados também está ajudando a avançar no transporte público. Por meio da gestão da frota, informações operacionais detalhadas tanto para ônibus quanto para trilhos podem otimizar o desempenho e as operações, melhorar o tráfego e oferecer uma mobilidade mais sustentável.

Coleta de dados em tempo real

De acordo com o programa Future of Transport do Reino Unido, a coleta e análise de dados em tempo real está “impulsionando o desenvolvimento de novos modos de viagem e novas formas de fazer negócios”. É também parte integrante da melhoria da conectividade de transporte, mostra o UK Transport Vision 2050, que é um estudo aprofundado que mapeia o futuro do sistema de transporte do Reino Unido.

Os dados em tempo real podem beneficiar o setor público e a indústria de transporte em geral, bem como viajantes e manutenção. Por exemplo, pode melhorar o planejamento de uso de estradas, o que pode ajudar com reduções de emissões e redução de custos.

Reforçado pela coleta de dados em tempo real, infraestrutura de transporte robusta e sistemas avançados de gerenciamento de transporte, o futuro da conectividade de transporte está além de brilhante

Inteligência artificial e machine learning também podem desempenhar um papel importante na obtenção de uma gestão avançada do tráfego. Como um exemplo primordial de conectividade, os sinais de trânsito podem ser ajustados com base em dados de tráfego em tempo real. Esses dados podem então ser enviados aos veículos em tráfego, permitindo o compartilhamento interconectado de dados e a alimentação em plataformas de transporte público. Dessa forma, as cidades podem gerenciar seu ecossistema de mobilidade de forma mais eficiente. Não só isso, mas o aprendizado de máquina e a coleta de dados em tempo real podem ajudar no planejamento de simulações criando gêmeos digitais. As contrapartes digitais em tempo real de objetos físicos podem melhorar significativamente os sistemas de gerenciamento de tráfego.

Conectividade ferroviária avançada

Com base no Uk Transport Vision 2050, o Reino Unido mapeou um caminho para melhorar a conectividade de transporte, e os planos de conectividade de chuva parecem promissores. Até 2025, espera-se que o nível 2 do Sistema Europeu de Controle de Trens (ETCS) comece e, até 2049, 95% das redes devem estar conectadas ao sistema. O ETCS é o principal componente de sinalização e controle de trens do Sistema Europeu de Gerenciamento do Tráfego Ferroviário. Seu objetivo é calcular uma velocidade mínima segura para cada trem. ETCS nível 2 é um sistema baseado em rádio que monitora as autoridades de sinalização e movimentação na cabine.

Não só isso, mas até 2030 todos os trens também devem ter conectividade Wi-Fi e infraestrutura de trackside totalmente desenvolvida, o que levará ainda mais a conectividade ferroviária.

A tecnologia está mudando o mundo à velocidade da luz, e estamos testemunhando a evolução da conectividade. Reforçado pela coleta de dados em tempo real, infraestrutura de transporte robusta e sistemas avançados de gerenciamento de transporte, o futuro da conectividade de transporte está além de brilhante.

Comentários do Facebook

MATÉRIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

MAIS LIDAS

error: Conteúdo Protegido