23.4 C
Três Lagoas
segunda-feira, 27 de junho, 2022

Gusttavo Lima é condenado a pagar indenização para dona de celular citado em música

Moradora de MS também processou o cantor pelo mesmo motivo.

O cantor Gusttavo Lima foi condenado pelo Tribunal de Justiça de São Paulo a pagar uma indenização para uma das donas de um número de celular citado na música “Bloqueado“. A informação é do colunista Rogério Gentili.

Ele terá que pagar um valor de R$ 50 mil. A proprietária do número de celular disse à Justiça que descobriu que seu telefone havia sido citado na música quando começou a receber ligações e mensagens de fãs do sertanejo, ainda em 2021, no mês de agosto.

A situação ficou ainda pior depois que o próprio cantor postou nas redes sociais uma mensagem incentivando seus fãs a ligarem para o número e descobrirem a quem ele pertencia. “Tal fato gerou uma enxurrada de ligações e mensagens“, alegou a defesa da mulher à Justiça.

Responsável pelo processo, a juíza Tamara Hochgreb Matos afirmou que ainda que Gusttavo Lima não tenha tido a intenção de prejudicar ninguém, “ele não teve a mínima cautela ao mencionar no refrão de sua música um número de telefone existente, de titularidade de pessoa desconhecida“.

O fato de o cantor ter incentivado as pessoas a ligarem para o número também foi mencionado pela juíza. “Aquele que por ato ilícito causar dano a outra pessoa, fica obrigado a repará-lo“, disse, citando os artigos 186 e 187 do Código Civil.

A autora do processo havia pedido uma indenização de R$ 105 mil, mas a juíza estabeleceu o valor em R$ 50 mil, que deverá ser acrescido de juros e correção monetária. A assessoria de Gusttavo Lima afirmou que o advogado do cantor, Claudio Bressas, já tomou conhecimento da decisão e vai recorrer.

Sul-mato-grossense processou Gusttavo

Moradora de MS também processou o cantor pelo mesmo motivo. A sul-mato-grossense Alessandra Duarte, de 33 anos, viu sua vida virar um inferno desde que o cantor sertanejo Gusttavo Lima lançou a música “Bloqueado”. Na letra, o número de telefone citado no trecho também é dela, que nasceu e mora em Fátima do Sul, no interior do Estado. Segundo a mesma, o número faz parte da letra sem qualquer autorização.

“São mais de duas mil mensagens chegando por dia no meu celular. Tenho que deixar no silencioso porque senão não tenho paz. Tem pessoa que liga, eu atendo e começa a cantar a música do Gusttavo Lima, sabe? É uma situação bem chata”, contou ela.

Além de Alessandra, outros brasileiros seguem com processos correndo contra Gusttavo pelo mesmo motivo: o número de telefone cantado em “Bloqueado”.

A radialista Toninha Campos, da Caçula FM, em janeiro deste ano, entrevistou por telefone a moradora de MS que possui o mesmo número da música de Gusttavo Lima, veja:

Com informações do site Midiamax

Comentários do Facebook

MATÉRIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

MAIS LIDAS

error: Conteúdo Protegido