24.2 C
Três Lagoas
quarta-feira, 17 de agosto, 2022

Em Mato Grosso do Sul número de trabalhadores registrados tem aumento de 9,5%

Carteiras assinadas contabilizam 42 mil a mais que o trimestre passado

No terceiro trimestre de 2021 Mato Grosso do Sul os registros em carteira de trabalho aumentaram em 9,5%, de acordo com os dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio Contínua (PNAD), divulgados nesta terça-feira (30). 

Em MS existem 906 mil empregados, dos quais 628 mil estão no setor privado, sendo 485 mil com carteira assinada e 143 mil sem carteira, trabalhando de maneira informal. 

Considerando a quantidade total de 906 mil de trabalhadores, o aumento foi visto em dois sentidos: se comparado com o trimestre anterior, que teve variação de 4,2%, já se contraposto com o mesmo período de 2020, a variação ficou em 9,8%. 

Entretanto, a maior alta foi no setor privado, pois, no mesmo período do ano anterior houve aumento de 12,5%, ou seja, um acréscimo efetivo de 54 mil pessoas.

Já em relação ao trimestre anterior, o aumento foi de 9,5%, o que representa 42 mil pessoas. 

No setor público, houve um aumento de 141,4% de carteiras assinadas, analisada a variação do segundo e terceiro trimestre de 2021. 

Entre os servidores públicos e militares houve estabilidade, e dentre as pessoas sem carteira houve uma queda de 30,3%. 

Os indicadores para os trabalhadores domésticos mantiveram-se estáveis tanto em relação ao trimestre anterior, quanto para o mesmo período de 2020.

Trabalhadores por conta própria representam 25,5% dos CNPJ de MS 

Outros dados da pesquisa revelam que no terceiro trimestre deste ano, a população que trabalhava por conta própria era de 314 mil, variando 1,3 % em relação ao trimestre anterior, quando a quantidade era de 310 mil pessoas. 

Em relação ao mesmo trimestre do ano passado houve aumento de 18,3%. No total, apenas 131 mil possuíam empreendimentos registrados no CNPJ. 

No terceiro trimestre de 2021, o maior índice percentual de trabalhadores com CNPJ pertencia aos ocupados como empregadores, visto que 83,6% deles possuíam o cadastro. Na contramão, apenas 25,5% dos trabalhadores por conta própria possuíam CNPJ em MS.

Informações do site Correio do Estado

Comentários do Facebook

MATÉRIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

MAIS LIDAS

error: Conteúdo Protegido