21.1 C
Três Lagoas
sábado, 2 de julho, 2022

Dia Internacional contra Homofobia é lembrado com panfletagem na Feira Noturna

Geral – 17/05/2013 – 10:05

A Prefeitura de Três Lagoas, através da Secretaria Municipal de Assistência Social, por meio do Centro de Referência Especializado de Assistência Social- CREAS e Movimento LGBT, realizou na última quarta-feira (15), na Feira Noturna, panfletagem de Políticas Públicas e Direitos Humanos de lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais – LGBT, ação alusiva a 17 de maio, Dia Internacional contra a Homofobia.

O público que passou pelo local recebeu informações e conheceu o trabalho desenvolvido no município. “Uma equipe composta por técnicos, psicólogos e assistentes sociais esteve presente mostrando à população e para toda Rede de Proteção os serviços oferecidos ao público LGBT, a partir do momento em que seus direitos são violados”, explicou a coordenadora do CREAS, Vera Lúcia Rodrigues Renó.

17 DE MAIO – DIA INTERNACIONAL CONTRA HOMOFOBIA

Entre os anos de 1948 e 1990, a Organização Mundial de Saúde – OMS classificava a homossexualidade como um transtorno mental. Nesse período, usava-se o termo “homossexualismo” para referir-se a orientação sexual de uma pessoa. Vale ressaltar que o sufixo “ismo” significa “doença”.

Em 17 de maio de 1990, há 23 anos, a Assembleia Geral de Organização Mundial de Saúde aprovou e oficializou a retirada do código 302.0 (Homossexualismo) da Classificação Internacional de Doenças – CID, declarando oficialmente que “a homossexualidade não constitui doença, nem distúrbio”.

A partir desse fato, o movimento LGBT tem priorizado a propagação mundial do termo “homossexualidade” em vez de “homossexualismo”. Esta data simbólica e histórica incentiva à promoção de eventos sobre a conscientização pública em todas as regiões do mundo, visando chamar atenção de pessoas, principalmente de autoridades públicas e políticas para a necessidade cada vez mais urgente de combater e exterminar a homofobia em suas mais diferentes formas de manifestação e ação: a exclusão, a opressão e as de maior gravidade tais como agressões físicas e assassinatos sofridos pela população LGBT.

Fonte: Assessoria de Comunicação / Divulgação

Comentários do Facebook

MATÉRIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

MAIS LIDAS

error: Conteúdo Protegido