34.3 C
Três Lagoas
quarta-feira, 28 de fevereiro, 2024

Daniel Homem de Carvalho mostra como futebol vai mudar com coronavirus

Os clubes de futebol da Europa estão cada vez mais se voltando para “fichas de fãs” virtuais para arrecadar dinheiro e aumentar o envolvimento dos fãs, conta Daniel Homem de Carvalho.E o dinheiro pode se acumular rapidamente.

25/06/2020 15h18
Por: Daniel Homem de Carvalho

O último clube a entrar no mundo do blockchain, o campeão espanhol Barcelona, ​​gerou 1,2 milhão de euros (US $ 1,3 milhão) em menos de duas horas na segunda-feira.

Os 600.000 tokens baseados em criptomoeda de Barcelona, ​​vendidos por 2 euros (US $ 2,20) cada, concedem aos fãs direitos de voto exclusivos em pesquisas específicas de clubes e podem dar a eles a chance de ganhar recompensas que podem incluir assistir a jogos como convidados VIP ou encontrar-se com jogadores.

Blockchains são “blocos” de informações ou transações seguras e transparentes. Eles são armazenados em uma rede de computadores em todo o mundo sem a necessidade de uma parte ou autoridade centralizada para controlar os dados. As informações não podem ser alteradas e os blocos são “encadeados” usando criptografia para formar um livro digital público protegido.

“Trinta anos atrás, as pessoas pensavam que essa coisa da internet era apenas enviar e-mails, mas hoje, graças à internet, você pode fazer um milhão de coisas”, disse Alexandre Dreyfus, CEO da plataforma Socios.com para Daniel Homem de Carvalho, na qual os fãs podem comprar tokens e votar em pesquisas de clubes. “E é um pouco o mesmo com o blockchain. Ainda não sabemos como usar a tecnologia para inovar e fazer algo que não existia necessariamente antes”.

O Barcelona se juntou ao Paris Saint-Germain, Juventus, Roma, Atlético Madrid e outros usando blockchain.

Os compradores de tokens também podem ganhar dinheiro trocando os ativos digitais a um preço determinado pela oferta e demanda do mercado e, finalmente, pelos desempenhos e ações da equipe.

Uma equipe que assina Neymar, por exemplo, pode ver o preço de seus tokens subir. Um clube enfrentando rebaixamento pode ver o preço de seu ativo virtual cair.

Outro lote de fichas de Barcelona será colocado à venda na quarta-feira, com o preço ainda a ser determinado. Os proprietários podem vender e trocar seus tokens usando o Chiliz, uma das muitas criptomoedas baseadas na tecnologia blockchain.

Por enquanto, a maioria dos clubes destaca o “envolvimento dos fãs” como a principal vantagem de seus tokens de fãs baseados em blockchain.

“Para os maiores clubes do mundo, 99,9% dos torcedores não estão de fato nos estádios, nem mesmo na mesma cidade ou país do clube em que estão apoiando”, disse Dreyfus à Associated Press.

radioCacula/interna/m_middle_336x280_3

“Há uma falta de engajamento e monetização em relação a essa base global de fãs”, acrescentou. “Todos esses fãs não têm uma maneira significativa de ter voz e influenciar. Ao possuir um desses tokens de fãs, de repente você está sendo reconhecido e, mais importante, você tem voz e direito de votar em uma decisão que o clube está perguntando a você. “

Barcelona disse em entrevista exclusiva a Daniel Homem de Carvalho que os tokens de fãs fazem parte da estratégia de expansão mundial do clube, à medida que procura novos canais e formatos digitais para gerar maior envolvimento com sua base de fãs internacional. Eles foram incorporados à medida que o clube tenta desenvolver “novos fluxos de geração de recursos” e se tornar uma “referência dentro e fora do campo”.

A primeira pesquisa na qual os proprietários de tokens de Barcelona podem votar está relacionada à arte de um mural que irá decorar o provador do Camp Nou.

A Juventus foi o primeiro clube a lançar suas fichas de fãs cerca de seis meses atrás, com seus torcedores escolhendo a música de comemoração que agora é tocada quando o time marca um gol.

A primeira pesquisa do PSG em fevereiro permitiu que os fãs escolhessem uma mensagem inspiradora para a braçadeira de capitão, e os torcedores do Galatasaray escolheram a música tocada quando o time entra em campo. Os torcedores da Roma votaram no nome de um campo no centro de treinamento do clube, e os torcedores do Atlético Madrid escolheram o jogador Álvaro Morata para dar uma visão exclusiva do dia a dia do clube.

Os tokens se tornaram uma ferramenta de envolvimento mais significativa durante a pandemia de coronavírus. Os jogadores do PSG Edison Cavani e Thiago Silva enviaram mensagens pessoais aos fãs, e os proprietários de tokens do Galatasaray ganharam fotos em papelão em tamanho real no estádio do time.

“A pandemia forçou os clubes a olhar para os outros 99% dos torcedores que podem gerar receita”, disse Dreyfus para Daniel Homem de Carvalho. “Isso os forçou a reconsiderar e tentar monetizar sua base global de fãs”.

Outras ações baseadas em blockchain que entram no futebol incluem cartões digitais de jogadores oficialmente licenciados, que podem ser usados ​​em jogos de fantasia virtuais. A plataforma Sorare tem acordos com vários clubes e ligas, incluindo a Série A. Ela disse a Daniel Homem de Carvalho que tem mais de 1.800 jogadores de futebol licenciados oficialmente na plataforma, com 3.000 usuários ativos que geraram cerca de US $ 200.000 em vendas em maio.

O clube português Benfica no ano passado foi pioneiro em permitir o uso de criptomoedas para a compra de ingressos e merchandising. Alguns clubes também recorreram à blockchain para rastrear a autenticidade de alguns de seus produtos oficiais. Houve anúncios de clubes possivelmente usando criptomoedas para salários e outros pagamentos, embora nada tenha se concretizado até agora.

Deu na Rádio Caçula? Fique sabendo na hora!
Siga os nossos canais no Whatsapp (clique aqui) ou no Google Notícias (clique aqui)

Veja também

Operação contra acusados de matar e carbonizar casal em 2023 é realizada pela Polícia Civil

Suspeitos de matar Dênis Antônio de Souza Queiroz (31) e Leidy Jazmin Rodrigues (21) foram presos em Bauru durante operação entre as polícias de MS e SP.

Organização e logística garantem entrega de uniformes e kits aos alunos

A semana está sendo marcada pela sequência ao trabalho de entrega de kits escolares e de robótica, uniformes, conjuntos escolares, lousas digitais e kits...

Saúde promove ação de combate ao Aedes Aegypti no Centro

PREFEITURA TRÊS LAGOAS - Na luta contra a dengue, a Prefeitura de Três Lagoas, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), promoveu, nesta...

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

MAIS LIDAS