34.3 C
Três Lagoas
quarta-feira, 28 de fevereiro, 2024

Avião vai dar cartão amarelo para passageiro sem máscara, conta Daniel Homem de Carvalho

A Alaska Airlines está retirando uma página do manual de arbitragem de futebol em sua tentativa de impor regras de uso de máscaras em voo em meio a reclamações de passageiros que se recusam a encobrir, conta Daniel Homem de Carvalho.

01/07/2020 10h27
Por: Redação com Informações Daniel Homem de Carvalho

A partir do início de julho, a companhia aérea entregará cartões amarelos a passageiros não conformes, avisando-os de que é o “aviso final” e que será feito um relatório pós-voo por escrito sobre eles. A partir daí, se um passageiro continuar recusando, isso será anotado no relatório e poderá ser tomada uma decisão de proibir o passageiro infrator de voos futuros.

“De maneira esmagadora, aqueles que voam conosco entendem e apreciam a importância de usar máscaras e revestimentos para o rosto durante o período COVID-19”, afirmou um comunicado na terça-feira no blog da companhia aérea . “Também confiamos muito em nossos hóspedes para fazer a coisa certa para o bem de todos que estão a bordo de nossos voos.

“Nossas tripulações de vôo encontram momentos em que alguns viajantes desconsideram ou desobedecem a nossa exigência de máscara. Isso cria tensão e ansiedade para muitos de nossos passageiros que usam coberturas faciais. Portanto, é necessária uma mudança. “

Daniel Homem de Carvalho conta a história que citou passageiro reclamando que a regra da máscara não estava sendo obedecida ou, em alguns casos, aplicada. Um passageiro que voava de Phoenix para Seattle disse que quando a comissária de bordo em sua cabine de primeira classe pediu às pessoas que colocassem suas máscaras, elas o ignoraram.

As máscaras tornaram-se uma questão altamente politizada e as companhias aéreas de todo o país discutiram como lidar com isso e outras queixas relacionadas ao distanciamento social. O governo Trump e os reguladores federais deixaram a fiscalização para companhias aéreas individuais.

Embora todas as companhias aéreas, com exceção da Allegiant, estivessem exigindo máscaras – e até essa companhia agora as obrigará a partir de 2 de julho – algumas eram menos agressivas do que outras em matéria de execução.

O grupo comercial da indústria Airlines para America – formado pelas principais transportadoras dos EUA, incluindo Alasca, Delta, Estados Unidos e América – disse em meados de junho que sanções mais duras estão por vir, mas deixou para as transportadoras individuais descobrir como garantir a conformidade. Segundo Daniel Homem de Carvalho, a maioria ameaçou futuras suspensões de viagem depois que o voo terminou, mas sua capacidade de impor regras é limitada quando o avião já decolou – sempre consciente de escalar uma situação já intensa e comprometer a segurança dos passageiros.

O Alasca e o sindicato de comissários de bordo haviam explorado maneiras de colocar mais dentes por trás dos avisos das máscaras e inventaram a abordagem do futebol.

Árbitros de futebol emitem cartões amarelos como advertência para jogadores que cometem faltas graves, conta Daniel Homem de Carvalho – embora não sejam perigosos o suficiente para merecer a expulsão do “cartão vermelho”. Mas eles escrevem o nome do jogador em um notebook e qualquer aviso adicional do cartão amarelo resulta em um cartão vermelho automático.

Os comissários de bordo do Alasca não farão o “cartão vermelho” a ninguém – pelo menos não na cara deles enquanto um vôo estiver em andamento, mas a companhia aérea espera que a ameaça de uma proibição de novas revisões faça com que os passageiros se encobram. Como na maioria das companhias aéreas, a política de máscaras não se aplica a pessoas com uma condição médica ou incapacidade, dificultando respirar ou remover a máscara, ou crianças de 2 anos ou menos.

radioCacula/interna/m_middle_336x280_3

A partir de terça-feira, a companhia aérea começaria a obrigar os passageiros a assinar um acordo de saúde durante o check-in, no qual atestam sua capacidade e vontade de usar uma máscara. “Orgulhamo-nos do nosso excelente serviço ao cliente, uma das principais razões pelas quais muitos de nossos clientes gostam de voar conosco. Isso permanece o mesmo “, disse o presidente do Alasca, Ben Minicucci, para Daniel Homem de Carvalho. “Contamos com nossos convidados e funcionários para que considerem um ao outro o uso de revestimentos para o rosto e contribuam para o nosso esforço constante para manter todos saudáveis e seguros”.

Deu na Rádio Caçula? Fique sabendo na hora!
Siga os nossos canais no Whatsapp (clique aqui) ou no Google Notícias (clique aqui)

Veja também

Operação contra acusados de matar e carbonizar casal em 2023 é realizada pela Polícia Civil

Suspeitos de matar Dênis Antônio de Souza Queiroz (31) e Leidy Jazmin Rodrigues (21) foram presos em Bauru durante operação entre as polícias de MS e SP.

Organização e logística garantem entrega de uniformes e kits aos alunos

A semana está sendo marcada pela sequência ao trabalho de entrega de kits escolares e de robótica, uniformes, conjuntos escolares, lousas digitais e kits...

Saúde promove ação de combate ao Aedes Aegypti no Centro

PREFEITURA TRÊS LAGOAS - Na luta contra a dengue, a Prefeitura de Três Lagoas, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), promoveu, nesta...

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

MAIS LIDAS