22.4 C
Três Lagoas
quarta-feira, 19 de janeiro, 2022

Após “surto de loucura”, ex-prefeito vai para clínica e não dorme na prisão

30/08/2013 – Atualizado em 30/08/2013

Por: C.G. News

Ex-prefeito de Aquidauana, Raul Freixes foi internado em uma clínica psiquiátrica especializada de Campo Grande. Ele não vai passar a noite no Estabelecimento Penal de Regime Aberto, na Vila Sobrinho, onde deveria dormir após ser preso no domingo (25), condenado por desvio de dinheiro público.

A informação foi confirmada pelo advogado Douglas de Oliveira, que representa o ex-deputado estadual e ex-prefeito. “Ele já está internado na clínica, não vai para o estabelecimento penal”, comentou, mas disse não saber informar qual clínica Freixes está sendo tratado.

Na noite de ontem (28), Freixes passou mal e foi levado por três internos e um agente do estabelecimento penal para a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) da Vila Almeida. Ele permaneceu internado durante toda esta quinta-feira (29), de onde seguiu para a clinica.

“Preocupo-me com o estado dele (Freixes), temo pela vida dele”, reclamou o advogado. A internação, segundo Oliveira, é por tempo “indeterminado”.

Durante atendimento na UPA, foi registrado o diagnóstico de “ansiedade generalizada, agitação psicomotora, sensação de morte eminente e alucinação auditiva”.

Prisão – Freixes foi preso na manhã de domingo (25), após ordem expedida pelo juiz Albino Coimbra Neto, titular da 2ª Vara de Execução Penal. Para o pedido de prisão domiciliar, a defesa alega que ele sobre de depressão e síndrome do pânico.

Raul Freixes foi condenado a 4 anos e 8 meses de prisão, além da inabilitação por cinco anos para o exercício de cargo ou função pública, por desvio de dinheiro enquanto ocupava a prefeitura de Aquidauana.

O Ministério Público moveu ação penal contra ele e outros funcionários da Prefeitura por conta da retirada de R$ 61 mil dos cofres públicos. O ex-gestor municipal tem um histórico de condenações judiciais, que acabaram por comprometer suas pretensões políticas.

Em 2008, foi condenado por simular pagamento a uma empreiteira e ter efetuado saque de R$ 100 mil em 2000, nove dias antes de sair da Prefeitura. No mesmo ano, Freixes ainda desistiu de ser candidato a vice-prefeito em Aquidauana. Em 2009, foi condenado por contratar advogado sem licitação. Em 2010, teve candidatura barrada pela Justiça.

ex- prefeito de Aquidauana.Foto: C.G. News

Comentários do Facebook

MATÉRIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

MAIS LIDAS

error: Conteúdo Protegido