CTG BRASIL

Usina Jupiá completa 50 anos investindo em modernização

Solenidade de comemoração contou com os prefeitos de Três Lagoas (MS) e de Castilho (SP)

 
 

15/04/2019 12h42
Por: Deyvid Santos

 
 
Placa comemorativa aos 50 anos de operação da usina de Jupiá foi inaugurada durante o evento Placa comemorativa aos 50 anos de operação da usina de Jupiá foi inaugurada durante o evento

Na manhã desta segunda-feira (15) a CTG Brasil (China Three Gorges) realizou uma solenidade para comemorar os 50 anos da Usina Jupiá, em funcionamento desde 1969. A Grande novidade para esta nova etapa é o processo de modernização sem precedentes na história, realizada pelo setor junto às usinas de Jupiá e Ilha Solteira, ambas operadas pela CTG.

Serão R$ 3 bilhões investidos dentro de um prazo de 10 anos, reformando as unidades geradoras. O projeto ainda inclui a parte de automação e de um novo Centro de Operação da Geração (COG), entre diversas outras melhorias que, segundo a empresa, buscam levar mais confiabilidade para o sistema elétrico no país.

Em entrevista a Caçula FM, o diretor de operação e manutenção CTG Brasil, Cesar Theodoro, afirmou que a modernização não afetará a parte ambiental uma vez que apenas as tecnologias serão alteradas. Ele também foi categórico em afirmar que "a Usina é segura".

Presentes no evento, o Prefeito de Três Lagoas (MS), Angelo Chaves Guerreiro e a Prefeita de Castilho (SP), Fátima Nascimento, também estavam presentes, destacando os benefícios que a construção da Usina Jupiá trouxe aos municípios da região.

O evento ainda contou com uma visita técnica, onde os convidados puderam conhecer todas as fases da geração de energia que são desempenhadas na usina em Três Lagoas. Também houve a inauguração de uma placa comemorativa aos 50 anos de atividade da usina.

Histórico

Com 1.551,2 megawatts (MW) de capacidade instalada, a Usina Jupiá gerou desde o início da operação da CTG Brasil, em 1º de julho de 2016, 20.954.183 megawatts hora (MWh). Essa quantidade seria o suficiente para atender uma cidade de 2,6 milhões de habitantes por todo esse tempo.

Para poder operar a usina Jupiá, a CTG Brasil pagou ao governo brasileiro R$ 4,67 bilhões, pela concessão durante 30 anos.

O reservatório da usina ocupa uma área de 330 quilômetros quadrados, banhando sete municípios ao longo de 541 km. Além de assegurar a água para a geração de energia, o lago ainda colabora para impulsionar o turismo na região, com atividades náuticas, pesca e lazer.