LEGISLATIVO

Segundo deputado, livro infantil “induz” crianças ao suicídio

Paulo Siufi (MDB) disse que vai entrar com uma representação no MPE pedindo providências contra a obra

 
 

27/09/2018 08h54
Por: Deyvid Santos

 
 
Deputado Paulo Siufi (MDB) usou a tribuna para criticar obra infantil (Foto: Luciana Nassar/ALMS) Deputado Paulo Siufi (MDB) usou a tribuna para criticar obra infantil (Foto: Luciana Nassar/ALMS)

O deputado Paulo Siufi (MDB) usou a tribuna para criticar o livro infantil "O Menino que Espiava por Dentro", da autora Ana Maria Machado, que segundo o parlamentar, estaria fazendo "indução" ao suicídio entre jovens e crianças. Ele disse que vai entrar com um ofício no MPE (Ministério Público Estadual), requisitando que a obra seja retirada das livrarias do Estado.

Ele ponderou que o livro foi recomendado pelo MEC (Ministério da Educação), como incentivo a leitura dos alunos. "Vou buscar mais informações se esta obra é usada ou recomendada nas escolas aqui do Estado, pois o seu conteúdo é inaceitável", disse o parlamentar, durante a sessão da última quarta-feira (26).

Siufi recebeu o apoio dos deputados Herculano Borges (SD) e Rinaldo Modesto (PSDB), que disseram que estes livros voltados para as crianças, precisam ser analisados com critérios antes de serem recomendados ou indicados aos pais, para o auxílio do aprendizado dos estudantes.

O parlamentar descreveu uma parte do livro, que segundo ele, o personagem principal da obra "prefere se engasgar com maça na hora que fosse deitar, quando estivesse sozinho, e que sua família era tão desligada, que era capaz de alguém dar um tapa nas costas dele para desengasgar e assim estragaria o plano todo".

O emedebista disse que foi informado sobre o livro por uma paciente de seu consultório (médico), e por isso ele resolveu analisar a obra. "Encontrei os trechos que são prejudiciais às crianças e vou levar a questão para o Ministério Público, para que tire este livro de circulação".

A autora (livro) é bem conhecida pelas obras infantis, tendo mais de 100 títulos publicados, em 17 países, com 18 milhões de exemplares vendidos. Este livro trata a história de "Lucas", que possui um amigo imaginário que o leva para brincar em "outros universos, reinos, épocas" com a presença de outros seres, que o faz usar a imaginação.

Informações do site Campo Grande News

 
Um dos trechos do livro que foi motivo de crítica do parlamentar (Foto: Leonardo Rocha) Um dos trechos do livro que foi motivo de crítica do parlamentar (Foto: Leonardo Rocha)

Envie seu Comentário