ECONOMIA

Uma semana após fechamento da Mabel de Três Lagoas (MS), MPT-MS abre investigação

O órgão investigativo apura o fechamento da fábrica de Três Lagoas (MS), que segundo o sindicato da categoria, se deu sem nenhuma negociação. O inquérito civil quer também respaldar os funcionários em relação às multas rescisórias.

 
 

23/04/2019 14h37
Por: Redação

 
 
Foto: Google Street / Reprodução Foto: Google Street / Reprodução

Pouco mais de uma semana após o fechamento da Mabel de Três Lagoas (MS), no dia 15 de Abril, o MPT-MS (Ministério Público do Trabalho de Mato Grosso do Sul), abriu uma investigação a pedido do sindicato da categoria, o STIA: Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Alimentação e Afins.

A investigação vai apurar o encerramento da fábrica e requerer o respaldo dos funcionários em relação às multas rescisórias.

Segundo o advogado do sindicato, Nilson Cavalcante, a empresa não negociou com a categoria: "Não houve qualquer medida tratativa de negociação coletiva por parte da empresa (Mabel) sobre o encerramento dos contratos, nem qualquer indício mínimo de abertura de dialogo", afirma.

A decisão que surpreendeu muitos dos 300 funcionários da fábrica, também pegou de surpresa o presidente do Sindicato dos Trabalhadores de Três Lagoas, José Célio Primo: "Tentamos argumentar para que a empresa não saísse, mas infelizmente não teve jeito" disse ele.

Na terça-feira de hoje (23) a PepsiCo, empresa detentora da Mabel, emitiu uma nota reiterando o cumprimento dos tramites legais sobre o fechamento da fábrica da cidade e que ainda não foi notificada pelo MPT: "A PepsiCo esclarece que não recebeu, até este momento, notificação do MPT. Reiteramos que cumprimos todos os trâmites legais referentes ao fechamento da planta de Três Lagoas e estamos oferecendo aos nossos funcionários totais apoio neste momento de transição", disse em nota.

Na data do encerramento a empresa comunicou que o fechamento da fábrica de Três Lagoas (MS) é parte de uma estratégia de reestruturação baseada em "resultados globais apurados em fevereiro" e que concentrará sua Produção de biscoitos nas plantas de Sorocaba (SP), Aparecida de Goiânia (GO) e ltaporanga D'aiuda (SE).

Da redação da Rádio Caçula.