MEIO AMBIENTE
13/03/2018 16h16

Três Lagoas receberá recuperação de 16 hectares de área ambiental

Benefício será em compensação às obras do Projeto SISFRON, desenvolvido pelo Exército Brasileiro

 
Por: Da Redação
 

Três Lagoas (MS) está no mapa das cidades que vão ser beneficiadas com a recuperação de áreas ambientais, por meio de um projeto de segurança nacional. Essa confirmação foi apresentada na manhã desta terça-feira (13), na sede da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Agronegócio (SEMEA), onde o secretário Celso Yamaguti recebeu o diretor da Casa da Floresta Assessoria Ambiental, Klaus Duarte Barretto.

Na reunião, o diretor explicou que Três Lagoas receberá a recuperação 16 hectares de área ambiental, em compensação às obras do Projeto SISFRON (Sistema de Monitoramento de Fronteira) executado pelo Exército Brasileiro em toda extensão fronteiriça de Mato Grosso do Sul com países vizinhos.

Embora esta obra não seja executada na região, o projeto exige que a compensação seja feita em área cadastrada no Sistema Nacional de Unidades de Conservação (SNUC), do Ministério do Meio Ambiente. Neste caso, o Parque do Pombo está na lista dos locais que serão contemplados.

O secretário Celso Yamaguti discutiu a possibilidade de a Segunda Lagoa receber parte desse benefício, porém, o local está em processo de cadastramento no SNUC e no Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul (IMASUL), aguardando parecer técnico e inclusão da unidade no sistema para receber esta contrapartida.

Durante a apresentação do projeto, Klaus Duarte explicou que não é a primeira vez que o projeto contempla Três Lagoas. "Em 2014, iniciamos o trabalho de compensação em área de 33 hectares no Parque do Pombo. Realizamos a preparação do solo, plantio e manutenção das mudas. Esperamos que a Segunda Lagoa consiga ser inserida no SNUC até a data limite para que ela possa ser contemplada também com este trabalho", disse.

Em seguida, Celso Yamaguti levou o diretor até a Segunda Lagoa e apresentou as potencialidades do local, referindo-se os espaços que podem receber a compensação.

PROJETO SISFRON - O Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras (Sisfron), programa desenvolvido pelo Exército Brasileiro, permitirá fiscalização da faixa de fronteira do Brasil com os 10 países sul-americanos.

O SISFRON visa a aumentar a presença oficial em toda fronteira terrestre, dotando o Exército Brasileiro dos meios necessários para exercer o monitoramento e controle contínuo e permanente de áreas de interesse do território nacional, garantindo fluxo ágil e seguro de informações confiáveis e oportunas, de modo a possibilitar o exercício do comando, controle e de atuação integrada em todos os níveis. O sistema é implantado pela SAVIS – Embraer Defesa e Segurança.

Por: Assessoria de Imprensa

Envie seu Comentário