13/06/2018 13h58

Equipes de Três Lagoas são capacitadas para implantação do matriciamento em saúde mental

 
Por: Laís Eger Penha / Por Assessoria de Imprensa
 
 

Publicidade

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de Três Lagoas iniciou nesta semana o processo de capacitação de equipes de implantação do processo de matriciamento em saúde mental.

A finalidade do matriciamento ou apoio matricial em saúde mental é oferecer à população de Três Lagoas uma nova proposta de atendimento às pessoas com transtornos mentais, como explicou o médico psiquiatra do Centro de Atenção Psicossocial - CAPS II, Eder Caloi Barro, responsável pela capacitação.

Participaram dos dois dias de capacitação, no Plenarinho da Câmara Municipal, na segunda-feira (11) e na terça-feira (12): médicos, enfermeiros, enfermeiras, técnicos e técnicas de enfermagem das unidades de Estratégia de Saúde da Família (ESF) as duas equipes do Núcleo de Apoio à Saúde da Família (NASF), que estão sendo formadas pela SMS de Três Lagoas.

Como explicou a Assistente Social Tânia Aparecida Dobre, da SMS, esse apoio matricial quer dizer propor ações que desmistifiquem o paciente com problemas de saúde mental e que se dê atenção à saúde integral da pessoa humana, incluindo aquelas pessoas que têm transtornos mentais e uso e abuso de álcool e outras drogas, até agora, somente atendidos nas unidades CAPS II e CAPS AD (Álcool e Drogas).

"É uma novidade na saúde pública que procura dar atenção ao paciente na sua integralidade, como pessoa, sem rótulos e sem discriminação", resumiu o médico psiquiatra da SMS.

Quando estiver totalmente implantado esse processo de matriciamento em saúde mental, todos os pacientes com transtornos leves deverão ser atendidos nas unidades de Atenção Básica de Saúde.

Como antecipou o diretor de Assistência à Saúde, Afrânio Augusto Alencar Azambuja, as equipes de profissionais das unidades CAPS II e CAPS AD continuarão atendendo aos pacientes com transtornos "de moderados a graves".

Envie seu Comentário