11/01/2018 11h10

Polícia aguarda laudos para pedir prisão de homem que empurrou esposa de prédio

O suspeito fugiu com a bicicleta da vítima e está foragido.

 
Por: Da Redação
 
 

Publicidade

Prisão preventiva do homem de 35 anos que agrediu e empurrou a mulher, de 30 anos, do segundo andar do prédio onde o casal morava, em Três Lagoas ainda não foi decretada. Isto porque, até o momento, a Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher) não recebeu laudo do exame de corpo de delito da vítima. O crime teria acontecido no último dia 1.

De acordo com a delegada Letícia Móbis, responsável pelas investigações, caso o laudo não tenha sido feito, a polícia vai solicitar os registro do atendimento da vítima na unidade de saúde para qual ela foi encaminhada após a agressão. Enquanto isso, investigadores seguem em busca do suspeito para que o mesmo preste esclarecimentos.

A delegada conta que em depoimento, a mulher contou que mantinha relacionamento com o agressor a menos de um ano e que esta seria a primeira vez que era agredida.

Segundo a ocorrência, o autor, que tem 35 anos, teria agredido verbalmente a vítima logo ao acordar, motivado por ciúmes. Com medo de agressões físicas, a mulher teria descido até o primeiro andar para pedir ajuda a um vizinho, sendo seguida pelo esposo, que teria a arrastado de volta para o apartamento do casal.

Ele teria iniciado as agressões com diversos socos na cabeça e, na sequência, a golpeado com uma faca. A mulher disse que também foi mordida no braço. Por fim, o autor também teria ocasionado a queda da esposa da altura do segundo andar, causando um corte no pé esquerdo. O homem fugiu em seguida com a bicicleta da vítima e um lampião a gás.

A mulher foi socorrida e encaminhada para atendimento médico e o suspeito segue foragido. O caso foi registrado como violência doméstica e lesão corporal dolosa.

Por Assessoria de Imprensa

Envie seu Comentário