POLÍCIA

Marisa Rocha é presa pelo GAECO acusada de ser chefe de organização criminosa

Parlamentar estava afastada da Câmara de Vereadores, atuando como secretária municipal de Esporte, Juventude e Lazer

 
 

06/03/2019 19h22
Por: Deyvid Santos

 
 

A vereadora presa na tarde desta quarta-feira (06) em Três Lagoas pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) é a parlamentar Marisa Rocha (PSB), que atualmente está à frente da Secretaria Municipal de Esporte, Juventude e Lazer (SEJUVEL). Ela é acusada de chefiar uma organização criminosa que traficava drogas. Marisa foi encaminhada para o presídio feminino do município.

O pedido de prisão preventiva da vereadora foi feito a partir de investigações da Operação Themis, deflagrada pelo GAECO. Ela é acusada de ser a chefe de uma organização criminosa que realizava tráfico de drogas.

Marisa responde processo por associação ao tráfico de drogas, quando foi feita a apreensão de droga em um sítio pertencente a sua família, em 2013. A vereadora foi indiciada, também em 2013, por favorecimento pessoal, por um homem, foragido da justiça ter ficado escondido em seu rancho, onde os cerca de 200 kg de maconha foram encontrados. Ela também teve o nome citado por em outra operação da polícia em 2018, onde uma mulher foi presa em Três Lagoas .

A vereadora supostamente também estaria envolvida em ameaças realizadas a uma Promotora de Justiça da cidade.

A parlamentar está no seu quinto mandato como vereadora, entretanto, devido ter assumido a secretaria de esporte, estava afastada das funções legislativas.