maus tratos
13/06/2018 12h17

Madrasta espanca menino de 11 anos e ameaça assassinar criança

 
Por: Ana Carolina Kozara
 
 

Uma criança de 11 anos precisou ser resgatada pela Polícia Militar e Conselho Tutelar de Três Lagoas na noite desta terça-feira (12). O menino vinha sendo torturado pela madrasta e padrasto no bairro Paranapungá.

De acordo com o boletim de ocorrência, no momento que os policiais chegaram à residência, o menino veio correndo de encontro aos agentes implorando por socorro e dizendo que já não aguentava mais apanhar da madrasta, de 33 anos.

A vizinhança contou aos policiais que ver a criança correndo pelas ruas pedindo ajuda era algo comum e que vinha se intensificando nos últimos dias, inclusive na segunda-feira (11) o menino se escondeu na carroceria de uma caminhonete, onde passou a noite para fugir da madrasta.

O menino confirmou aos policiais o que os vizinhos relataram, mostrou marcas de mordidas pelo corpo e ainda afirmou que precisou sair da escola porque a mulher não gosta que a criança estude.

O pai adotivo da criança, um homem de 59 anos, ao ver o menino conversando com os agentes saiu de casa muito nervoso e em defesa da esposa disse que não chamou a polícia e que não tinha nada de errado ali.

Os policiais entraram no imóvel e quando estavam no quintal foram surpreendidos pela acusada, que saiu de dentro da casa gritando que iria "pegar" o menino e correu em direção guarnição.

A mulher foi contida, algemada e colocada no compartimento de presos e de acordo com boletim de ocorrência registrado, durante todo o percurso a acusada afirmava que não iria ficar presa e quando sair vai matar a criança.

O menino foi acolhido pelo conselho tutelar e permanece em um abrigo enquanto a polícia civil investiga e apura o caso.

Envie seu Comentário