19/04/2017 14h40

Comerciante oferece refeição para homens "necessitados" e é furtado por trio horas depois

 
Por: Ana Carolina Kozara
 
 

Publicidade

De homem caridoso a vitima de criminosos, um comerciante da zona rural de Três Lagoas teve mais de R$300 em produtos furtados na madrugada desta quarta-feira (19) e o crime teria sido praticado por um trio que havia sido alimentado pelo empresário no dia anterior.

De acordo com informações oficiais, uma equipe da Patrulha Rural realizava o patrulhamento preventivo pela BR-158 quando viu o trio seguindo de bicicleta em direção a Brasilândia (MS) e o que chamou a atenção dos oficiais foi o fato de os homens estarem carregando diversos produtos na camiseta.

O fato levantou a suspeita dos policiais que realizaram a abordagem do trio, sendo eles um adolescente de 17 anos e dois homens de 21 e 46 anos, que tentaram fugir no momento que avistaram a aproximação da viatura, porem acabaram sendo capturados.

Durante a abordagem, foi constatado que os suspeitos carregavam com a ajuda de camisetas, diversos pacotes de bolacha, doces variados e refrigerantes e ao serem questionados a respeito da procedência dos alimentos, o trio afirmou que havia furtado de uma sorveteria na cidade de Brasilândia.

Enquanto os policiais estavam interrogavam o trio, o proprietário de um restaurante localizado a 20 km de Três Lagoas chegou ao local e informou os oficiais que o alarme de seu estabelecimento havia disparado há alguns minutos.

Os militares se deslocaram até o estabelecimento e contataram que a janela da cozinha havia sido arrombada e que do local haciam sido levados 154 pacotes de doces diversos e quatro embalagens de refrigerante, que totalizando R$338,50 de prejuízo.

O proprietário do comercio ainda reconheceu o trio como sendo as pessoas que o homem ajudou no dia anterior (18), quando chegaram famintos pedindo por alimento e a vítima forneceu refeição gratuita ao grupo.

Diante dos fatos, os acusados foram detidos e conduzidos até a delegacia de pronto atendimento comunitário (DEPAC) onde um dos suspeitos, o homem de 48 anos tentou ludibriar os agentes, fornecendo o nome de seu irmão, mas foi "desmascarado" pelos policiais que perceberam a farsa e o acusado acabou confessando seu nome verdadeiro.

Os militares registraram boletim de ocorrência e o trio foi entregue à autoridade policial de plantão para que as providências cabíveis sejam tomadas.

Envie seu Comentário