PROGRESSO

A história da Aviação em Três Lagoas (MS)

Do antigo campo da aviação ao novo Aeroporto Municipal "Plínio Alarcon"

 
 

11/02/2019 22h00
Por: Mirela Coelho

 
 

Hoje (11) pela manhã foi exibida a segunda parte da edição especial apresentada no Programa Linha Direta com a Notícia. A primeira parte foi apresentada na manhã de sexta-feira (08) e o tema abordado foi a Aviação em Três Lagoas (MS).

Foi apresentado um breve histórico dos primeiros aeroportos que existiram na cidade de Três Lagoas na década de 50 a 60, a localização, os tipos de aeronaves permitidas para pouso e a importância desse modelo de transporte para o desenvolvimento econômico da cidade e região.

Com a deteriorização e diminuição das operações, os aeroportos perderam a funcionalidade, e desse modo iniciou-se a busca por um novo lugar para construção de um novo aeroporto, de pequeno porte e que atendesse as futuras necessidades da cidade.

A localização escolhida foi um terreno próximo às imediações do Balneário Municipal, com a nova construção deu origem ao novo Aeroporto Municipal de Três Lagoas. Vale ressaltar que na história da aviação treslagoense vários desbravadores foram importantes nesse progresso, e, dentre eles destacamos o saudoso mecânico de aviões Otto, o qual era responsável pela Oficina de Reparos de Reformas do aeroporto.

Porém, com a vinda da CESP e a construção da cidade de Ilha Solteira (SP), houve a necessidade de um aeroporto melhor e mais equipado, e que proporcionasse o pouso de aeronaves maiores, suprindo assim as novas demandas da região. Desse modo, a construção de um outro aeroporto foi iniciada, dessa vez com a localização próxima à cidade de Castilho (SP), e este permaneceu em funcionamento durante vários anos.

Após vários anos, com a gestão da ex-prefeita Simone Tebet um novo Aeroporto para Três Lagoas foi pleiteado. Para isso, o antigo aeroporto foi demolido, e uma nova estrutura mais moderna, e dentro das especificações vigentes foi construída.

Com aproximadamente 1250 metros quadrados em 2013 a cidade de Três Lagoas foi presenteado com o novo Aeroporto Municipal "Plínio Alarcon". O nome escolhido foi em homenagem a um pioneiro e exímio piloto da época. O local já está habilitado para voos domésticos, e atualmente passa por adequações para atender as especificações necessárias solicitadas para a ampliação e melhor atendimento a população.

Atualmente, o Aeroporto Municipal "Plínio Alarcon" é gerenciado pela superintendente Sayuri Baez. No início das operações havia duas companhias aéreas (Passaredo e Azul), mas atualmente, apenas uma companhia encontra-se em operação (Azul). Há estudos para a ampliação e o aporte de novas companhias aéreas.

Para isso, algumas adequações como a ampliação do receptivo e a retirada do antigo posto de abastecimento precisaram ser realizadas, e futuramente o remanejamento dos hangares antigos e a construção de novos, permitindo assim a liberação de área para as novas aeronaves e ampliação da pista.

Para isso, algumas adequações como a ampliação do receptivo e a retirada do antigo posto de abastecimento precisaram ser realizadas, e futuramente o remanejamento dos hangares antigos e a construção de novos, permitindo assim a liberação de área para as novas aeronaves e ampliação da pista.

Hoje, outras melhorias estão em andamento, como a construção do abrigo para resíduos, à cobertura e instalação da esteira para transporte de bagagens e o desmembramento do quadro de energia. A instalação de equipamentos para a climatização do espaço está em fase de planejamento.

A intenção dessa edição especial do Programa Linha Direta com a Notícia é mostrar a história do progresso na avição na cidade de Três Lagoas, além de informar para toda a população as aquisições e adequações durante os anos.