PARALISAÇÃO

Paralisação contra cortes na educação reúne mais de 500 pessoas em Três Lagoas (MS)

A concentração dos manifestantes será na Praça "Ramez Tebet"

 
 

15/05/2019 08h53
Por: Mirela Coelho atualizada às 12h00

 
 
Foto: Divulgação SINTED. Foto: Divulgação SINTED.

TRÊS LAGOAS (MS) – Assim como em todo país, trabalhadores e alunos da rede municipal, estadual e federal da cidade de Três Lagoas aderiram à paralisação contra o corte de verbas para as universidades e para a educação básica.

Nesse momento, a assessoria do SINTED estima que mais de 500 trabalhadores da educação e alunos estejam participando da passeata. A assessoria salienta que 90% dos trabalhadores da educação da cidade de Três Lagoas aderiram ao manifesto.

De acordo como a Secretaria de Orçamento Federal (SOF) o bloqueio das verbas destinadas aos investimentos e ao custeio das universidades e educação básica totalizou R$ 2,052 bilhões, o que representa 28,46% do total de R$ 7,208 bilhões orçados para o setor previsto na lei orçamentária deste ano.

Logo pela manhã desta quarta-feira (15), alunos da UFMS realizaram uma passeata em frente ao Campus II. Os manifestantes realizaram o bloqueio momentâneo de uma das faixas da Rodovia Ranulpho Marques Leal para realizar suas reivindicações e se encaminham para a Praça Ramez Tebet.

Na rede municipal, de acordo com a secretaria, as escolas que não aderiram a paralisação são apenas quatro: General Nelson Custódio, Flausina de Assunção Marinho e Antônio Camargo Garcia, e o Centro de Educação Infantil do Interlagos.

A mobilização foi divulgada pelas mídias sociais, e os demais por menores da manifestação foi acordada na última segunda-feira (13) com representantes da educação básica, IFMS e UFMS.

Da Redação