13/03/2018 08h47

Maiores hospitais do estado não possuem vagas em UTI

Espera na fila leva população ao desespero na hora de um atendimento de urgência

 
Por: Da Redação
 

Publicidade

Nesta terça-feira (13), o Hospital Universitário da capital de Mato Grosso do Sul, Campo Grande (MS), comporta 27 pacientes em Unidades de Tratamento Intensivo (UTIs), oito pacientes estão na Área Vermelha, aguardando transferência.

A situação é parecida na Santa Casa, onde seis pessoas esperam transferência para UTI. A unidade possui sete vagas disponíveis, mas só podem ser ocupadas por pessoas com problemas no coração ou recém-nascidos.

Quem não pode pagar pelo trabalho de um advogado, procura a Defensoria Pública buscando ajuda para conseguir uma vaga em hospitais. Somente neste fim de semana (10 e 11) os defensores receberam cinco pedidos de internações em UTIs, quase o dobro do considerado normal para o período.

Na ação judicial por uma vaga, os defensores também pedem ressarcimento por danos morais. "A concessão da vaga nós conseguimos em todos os casos. Porém, o dano moral ainda o Judiciário mostra-se renitente em conceder esse provimento jurisdicional", afirma o defensor público Hiram Santana.

Todo o encaminhamento de pacientes de uma unidade para outra é feito pela Central de Regulação do Município. Nos dois primeiros meses do ano, os atendimentos de urgência e emergência aumentaram 20% nas UPAs (Unidades de Pronto Atendimento) e nos CRS (Centros Regionais de Saúde), e segundo o coordenador de urgências da Secretaria de Saúde, Yama Higa, isso também fez aumentar o tempo de internação nessas unidades.

Hoje, nove pacientes estão a mais de seis dias esperando vagas em hospital.

"Uma mensagem que a gente poderia tentar passar para a população é que procure o atendimento nas Unidades Básicas. Casos mais simples podem e devem ser atendidos nas unidades de atendimento básico ou de atendimento primário", disse o coordenador.

Uma resolução do Conselho Regional de Medicina orienta que o paciente pode ficar, no máximo, 24h em uma unidade, antes de ser transferido para hospitais.

Na tarde da última segunda-feira (12), 127 pacientes em todo o estado aguardavam transferência para hospitais. Em Mato Grosso do Sul são 350 vagas de UTI oferecidas pelo SUS.

Por: Bom Dia MS

Envie seu Comentário