INTOXICAÇÃO ALIMENTAR

Homem morre após tomar suco de inhame cru em Rio Preto

Família disse aos médicos que ele começou a passar mal assim que tomou o suco, que seria uma receita caseira para ajudar no tratamento da dengue.

 
 

18/04/2019 08h26
Por: Mirela Coelho

 
 
Foto: Divulgação. Foto: Divulgação.

Na terça-feira (16), um homem de 56 anos morreu em São José do Rio Preto (SP), com suspeita de intoxicação alimentar. A família suspeita que a morte tenha sido causada pelo suco com inhame cru que ele tomou momentos antes.

A família contou aos médicos que ele começou a passar mal assim que tomou o suco, que seria uma receita caseira para ajudar no tratamento da dengue.

A direção da Santa Casa, para onde ele foi levado, disse que o paciente chegou com vômito e falta de ar, e que fez todo o procedimento para tentar salvá-lo, mas ele não resistiu.

O Centro de Assistência Toxicológica, o CEATOX, do Hospital de Base de Rio Preto, confirmou que os sintomas são de intoxicação alimentar.

O próprio centro de assistência afirmou que ajudou por telefone a médica da Santa Casa no socorro ao paciente.

O médico do CEATOX, Carlos Caldeira, disse em entrevista à TV TEM que alimentos como a mandioca e o inhame - que são raízes - não devem ser ingeridos crus porque apresentam substâncias tóxicas.

O corpo de José Aparecido da Silva foi levado para o IML (Instituto Médico Legal) e passou por autópsia. O resultado deve sair nas próximas semanas. A família disse que José Aparecido não tinha problemas de saúde, apenas estava com sintomas da dengue.

Inhame cru faz mal ou não?

O aumento do consumo de suco de inhame cru não é por acaso. Ele ajuda a manter bom funcionamento do sistema imunológico, aumenta a sensação de bem-estar e também é bastante indicado em caso de doenças como dengue, por aumentar a quantidade de plaquetas no sangue.

No entanto, é preciso ter alguns cuidados ao consumir o suco de inhame cru. No entanto, especialistas dizem que não há confirmação de que a raiz tenha poder curativo.

Existem pelo menos 2 espécies de inhame consumidas no Brasil: o cará e o taro. O cará é o mais conhecido e o mais utilizado no preparo de bolos e pães. Esse tipo de inhame pode, sim, ser ingerido cru nos sucos. Porém, o taro não pode, em hipótese alguma, ser consumido cru!

O inhame taro, além de possuir ácido oxálico (uma substância química presente também no cará que causa sensação de coceira e formigamento nos lábios, gargantas e mãos), tem outros compostos que fazem mal ao organismo como fitatos e taninos, que podem causar intoxicação alimentar, vômitos, náuseas e diarreia. Isso acontece porque o organismo não consegue eliminar de maneira natural essas toxinas, sobrecarregando órgãos como os rins. Porém, ao cozinhar o taro, esses compostos se desfazem, deixando de ocasionar esses efeitos indesejáveis.

Portanto, se quiser preparar um suco de inhame cru, procure sempre o cará. Para usar o taro, cozinhe antes!

Informação do site G1 Rio Preto e Araçatuba/Terra

 
Foto: Pró - Vida Saudável. Foto: Pró - Vida Saudável.

Matérias informativas sobre as diferenças entre os tubérculos:

Você sabe a diferença entre cará e inhame?

Não confunda: inhame, cará e taro não são a mesma coisa